Mais de 5 mil voos foram cancelados hoje (26) nos Estados Unidos devido à tempestade de neve Juno, que já obrigou os governadores dos estados de Nova York e Nova Jersey a declarar estado de emergência. Segundo as autoridades, 50% dos voos previstos para o Aeroporto John F. Kennedy, em Nova York, foram cancelados e o Aeroporto de Boston cancelou os voos previstos de hoje até quarta-feira (28).

*Da Agência Lusa, via Agência Brasil

O site flightaware.com informa que 5.830 voos que decolariam hoje e amanhã (27) foram cancelados. Os governadores de Nova York e de Nova Jersey declararam estado de emergência e pediram às pessoas para sair do trabalho mais cedo e decretaram também interdição de algumas estradas.

A tempestade de neve deve atingir principalmente o Nordeste do país e o serviço nacional de meteorologia norte-americano tem feito alertas de Nova Jersey à fronteira com o Canadá, incluindo Nova York e Boston. A neve, que já começou a cair, pode atingir 1 metro de altura em algumas áreas.

Pode ser uma questão de vida ou de morte, e não se está dramatizando. Por isso, o pedido de precaução”, afirmou o governador do Estado de Nova York, Andrew Cuomo.

Domingo (25), o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, disse que a tempestade Juno poderá ser uma das maiores da história da cidade. “Minha mensagem para todos os nova-iorquinos é que se preparem para um evento pior do que o que já viram antes. Não subestimem a tempestade.”

O presidente norte-americano, Barack Obama, que se encontra em visita oficial à India, tem sido informado sobre a situação.

Muitas estradas vão ficar intransitáveis, fortes ventos podem derrubar árvores e postes de eletricidade”, avisou também o serviço de meteorologia norte-americano, que pediu às pessoas para evitar viagens desnecessárias a partir de hoje.

Nove voos que sairiam do Brasil para Nova York hoje também foram cancelados. No aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, foram quatro voos. Do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, cinco. Segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), os aeroportos que a Infraero administra não têm voos para aquela região dos Estados Unidos. A mesma informação foi dada pela concessionária do aeroporto de Brasília.

4 0

Sem comentários estão habilitados sobre esta notícia ou notícia velha.

Uso de cookies: Utilizamos cookies propias y de terceros para mejorar la experiencia de navegación, y ofrecer contenidos y publicidad de interés. Al continuar con la navegación entendemos que se acepta nuestra política de cookies.X
noticia 168100_estados-unidos-tem-mais-5-mil-voos-cancelados-causa-da-tempestade-juno.html 3 88171 00