Um de cada quatro turistas internacionais modificou seus planos de férias no útimo ano devido a preocupações relacionadas com a segurança ou a situação sanitária dos países que pretendiam visitar. O terrorismo é a razão principal dos cancelamentos de viagens. É o que aponta um estudo apresentado pela seguradora AIG Travel em colaboração com as empresas CMO Council, Travelzoo e GeoBranding Center.

O estudo se baseia em uma pesquisa online realizada com 2.017 consumidores da América do Norte (55%), Europa (39%) e restante do mundo (5%) durante o mês de outubro deste ano, antes dos atentados de 13 de novembro em Paris.

As principais alegações dos turistas para evitar viajar a determinados destinos são as seguintes:

- 83% atividade terrorista
- 49% conflitos militares
- 33% problemas políticos
- 31% surgimento de efermidades

Terrorismo, conflitos, distúrbios e enfermidades: as quatro pragas que freiam o turismo


O ebola é a enfermidade que mais preocupa os turistas internacionais, tendo sido mencionada por 67% dos entrevistados.

Por outro lado, os destinos considerados mais seguros pelos turistas para desfrutar das férias, são aquelas localizados nas ilhas do Pacífico e também na Europa Ocidental.

18 0

Sem comentários estão habilitados sobre esta notícia ou notícia velha.

Uso de cookies: Utilizamos cookies propias y de terceros para mejorar la experiencia de navegación, y ofrecer contenidos y publicidad de interés. Al continuar con la navegación entendemos que se acepta nuestra política de cookies.X
noticia 167100_terrorismo-conflitos-disturbios-enfermidades-as-quatro-pragas-freiam-turismo.html 3 89468 00