O presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vinicius Lummertz, fez mais um apelo nesta segunda-feira (11) para que as lideranças do setor se mantenham unidas, no sentido de lutar para que haja uma maior motivação política em torno das questões do turismo. Ele falou a líderes do segmento hoteleiro do Rio de Janeiro, que estavam reunidos com representantes do setor público dos três níveis de governo (federal, estadual e federal) para debater sobre os últimos passos antes do anúncio do calendário anual de eventos da cidade, que acontece nas próximas semanas.

Embratur pede união do setor para
Embratur pede união do setor para "alavancar" o turismo

 

"Temos que manter esse espírito de união, essa permanente inquietação para que a área política sinta que precisa nos apoiar mais fortemente", comentou Lummertz. Ele citou como grandes questões a serem enfrentadas, a aprovação, pela Câmara, do projeto de lei que transforma a Embratur em agência e a do projeto que libera a participação do capital estrangeiro para empresas de transporte aéreo.

"Somente com uma Embratur forte, que não dependa somente do orçamento da União, bem como com o fim da limitação de 20% de capital das aéreas, que poderá trazer empresas que trabalham com tarifas de baixo custo, é que teremos real desenvolvimento do turismo, em especial o dos viajantes internacionais que vêm ao Brasil", ponderou Lummertz.

O calendário de eventos do Rio é um projeto que vem sendo desenvolvido por setores governamentais e iniciativa privada, como uma das principais soluções para desenvolver o turismo no Rio de Janeiro, a porta de entrada do País. Com o fim do ciclo dos grandes eventos, após os Jogos Olímpicos de 2016, o Rio de Janeiro precisa ter soluções para manter o nível de ocupação dos hotéis da cidade, que saltou, em dez anos, de 30 mil para 60 mil leitos.

A proposta, que terá o nome de "Rio de Janeiro a Janeiro", é trabalhar 12 grandes eventos anuais, além de outros 120 (podendo chegar a 150), menores, que estão sendo mapeados para oferecer opções aos turistas durante o ano inteiro.

Dentre outras ações, que visam desenvolver o turismo no Rio, a Embratur iniciou na semana passada a ação "Mais Rio Mais Brasil", que integra o programa “Brasil Mais Turismo”, do Ministério do Turismo. A portaria 82/2017 prevê, a priori, participação do Rio de Janeiro em todas as ferramentas de promoção e apoio à comercialização organizadas pelo Instituto para os próximos cinco anos (2018 a 2022).

Também será garantida a oportunidade de presença do Rio nas feiras internacionais de turismo em que a Embratur participe, com isenção de pagamento de inscrições. Essa presença significa uma exposição potencial do Rio de Janeiro para público estratégico estimado em mais de 3,2 milhões de pessoas no período de 2018-2022.

 

 

Savia Reis / São Paulo(savia.reis@hosteltur.com)
@saviareis

5 0

Sem comentários estão habilitados sobre esta notícia ou notícia velha.

Uso de cookies: Utilizamos cookies propias y de terceros para mejorar la experiencia de navegación, y ofrecer contenidos y publicidad de interés. Al continuar con la navegación entendemos que se acepta nuestra política de cookies.X
noticia 136700_embratur-pede-uniao-do-setor-alavancar-turismo.html 3 91663 00