O Ministério do Turismo (MTur) alerta a prestadores de serviços turísticos para que ignorem correspondências eletrônicas com cobrança de taxas admissionais e/ou cancelamento do certificado de cadastramento no Sistema Cadastur, o cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor. O serviço é gratuito.

Orientação é que mensagens com essa abordagem não sejam abertasArquivo/ Agência Brasil
Orientação é que mensagens com essa abordagem não sejam abertasArquivo/ Agência Brasil

A pasta recebeu denúncias de que há cobranças indevidas. A orientação é que possíveis mensagens com essa abordagem não sejam abertas – já que não existe qualquer taxa adicional – no portal do Cadastur nem envolvimento direto da Associação Brasileira de Agências de Viagem (Abav), entidade que tem sido citada pelos fraudadores.

Como proceder perante essas mensagens:

– Verificar se o endereço de e-mail do remetente contém ".com.br", já que o padrão oficial de e-mails do governo é esse;
– Não abrir arquivos anexados, pois normalmente são programas executáveis que podem causar danos ao computador ou capturar informações confidenciais do usuário;
– Não acionar os links para endereços da internet, pois não se referem ao Ministério do Turismo;
– Excluir imediatamente a mensagem.

Outras orientações podem ser encontradas no site do Cadastur. O Ministério do Turismo está enviando, ainda, mensagem eletrônica para o conjunto de empresas registradas em banco de dados do sistema.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Turismo

 

4 0

Sem comentários estão habilitados sobre esta notícia ou notícia velha.

Uso de cookies: Utilizamos cookies propias y de terceros para mejorar la experiencia de navegación, y ofrecer contenidos y publicidad de interés. Al continuar con la navegación entendemos que se acepta nuestra política de cookies.X
noticia 119700_ministerio-do-turismo-alerta-fraude-em-cadastro.html 3 91508 00